Arquivo para Tag: servidores

Por que investir nos melhores servidores para o seu negócio?

Projetar a infraestrutura de TI de um negócio é uma tarefa muito estratégica. As variáveis podem se multiplicar e tornar o processo de decisão mais delicado. Por isso, a escolha deve ser feita analisando um cenário amplo e considerando todos os aspectos que envolvam o uso da tecnologia da informação nos processos empresariais.

Escolher servidores está na ponta dessa jornada. Afinal, estamos falando de uma peça estrutural que, pelo investimento, deve suportar toda a TI por muito tempo. Logo, a decisão técnica deve ser muito fundamentada para justificar a aquisição e beneficiar o negócio como um todo.

Como integradora dessas tecnologias, a POWERS conecta a visão estratégica do mercado com as possibilidades da tecnologia para fazer a escolha de servidores ser a melhor possível para cada cliente. É sobre isso que vamos falar neste artigo.

Servidores não são commodities 

Vamos falar do óbvio: servidores são máquinas altamente especializadas, desenvolvidas para entregar alta performance e suportar toda a complexidade de cargas de trabalho. Em vez de commodity, deve ser comparado com um produto altamente beneficiado.

Steve Jobs já dizia que se você quer um bom software funcionando, é preciso um bom hardware. Este pensamento é importante para dar suporte às estratégias empresariais de TI. Pois estamos falando do investimento em tecnologias que podem e devem transformar o negócio.

A missão de um servidor é criar a base para que os dados de um negócio estejam sempre em uso e evidência, não importa o que aconteça. Ele deve responder ao que o mercado demanda e ser sempre compatível com as soluções criadas pelos desenvolvedores.

Em outras palavras, os servidores são ambientes de missão crítica e precisam suportar com precisão e eficiência as aplicações essenciais do negócio. Portanto, devem estar conectados às estratégias empresariais e às projeções de futuro da empresa. É por isso que consideramos a escolha de servidores como o início de uma jornada digital que tem impacto em todo o ecossistema de TI da empresa.

O que considerar na sua escolha

Antes de qualquer coisa, a escolha de um servidor precisa estar ligada a um projeto técnico. Uma empresa integradora de tecnologia é de grande valia nesse momento. Pois, além de fornecer as soluções dos fabricantes parceiros, ele deve contar com um time de técnicos capacitados e certificados que entendam os detalhes da demanda e dê seguimento à execução do projeto. Além, claro, do suporte.

A POWERS, como parceira de negócios da IBM, usa toda a expertise acumulada neste relacionamento empresarial para buscar soluções inovadoras em datacenters. É o caso dos servidores IBM Power Systems, que fornecem uma tecnologia adequada para cada finalidade dos clientes.

Nesta linha, temos um exemplo do que considerar na escolha de um servidor. Partimos do princípio de que a complexidade de TI naturalmente vai aumentar (sem impactar a experiência do usuário), e um servidor adequado deve estar preparado para este cenário futuro. O IBM Power System tem esses requisitos:

• Confiabilidade – para a atuação em ambientes de TI de alto risco;
• Otimização de cargas de trabalho – preparado para trabalhar com grande volume de dados;
• Suporte a cargas de trabalho críticas – processando qualquer aplicativos de dados;
• Atualização – ser compatível com a tecnologia atual e preparado para as de próximas gerações;
• Segurança – com criptografia de ponta a ponta para garantir a privacidade de dados.

Em uma estratégia de nuvem híbrida, ele é o servidor ideal para a atualização de aplicações, já que oferece essa experiência sem interrupções. Aliás, este é um dos requisitos-chave para a escolha de um servidor. O IBM Power System tem uma taxa de disponibilidade de 99,999% e um tempo máximo de downtime de 3,3 minutos.

É analisando todo esse potencial de um produto, ligado a requisitos do projeto técnico, que podemos chegar à boa escolha de um servidor. Fazemos assim na POWERS para garantir a melhor experiência do cliente com a tecnologia que ele necessita para seus projetos de TI.